Comunidade Servos de Maria do Coração de Jesus

Comunidade Servos de Maria do Coração de Jesus

Trecho do Livro - O AMOR, ÚNICO CAMINHO PARA SER FELIZ!

Trecho do Livro - O AMOR, ÚNICO CAMINHO PARA SER FELIZ!

Como viver um verdadeiro amor?

            Meus filhinhos eu era empresária, com uma vida muito bem sucedida, acreditava e tinha amor por Jesus, fazia também alguma caridade, mas apenas com o tempo e os bens que sobravam. Este amor, porém, não influía muito no meu plano de vida, até que no dia 4 de fevereiro de 1995 ouvi externamente uma voz muito suave e clara que me dizia: “Filha terás uma grande missão de cuidar dos doentes!”. Entendi que era a nossa Mãe do Céu e, a partir daquele dia, comecei a levar uma vida de oração e de dedicação plena aos outros. Olhem, meus filhinhos, que eu era felicíssima, mas a Paz que tenho hoje e a alegria interior é completamente diferente e nem se compara com a de antes. Por isso quero que vocês sintam esta mesma alegria e esta mesma paz que tenho hoje, pois mesmo sem lhe conhecer eu os amo muito.

            Meus filhinhos, quando vivemos uma vida de oração e nos esforçamos sinceramente para viver os Mandamentos da Lei do nosso Pai, começamos a ver o mundo com os olhos de Jesus e a sentir o mesmo Amor e carinho de Jesus pelos irmãos. Compreendemos melhor as suas dificuldades e aflições e, sobretudo, sentimos o desejo da Salvação de cada um deles assim como diz São Paulo aos Coríntios:

“Sinto por vós um amor ciumento semelhante ao Amor que Deus vos tem” (2Cor 11,2).

            Pelas minhas experiências com Jesus, algumas das quais contei no meu livro intitulado “As minhas experiências com Jesus vividas na Fé”, creiam, meus filhinhos, que as minhas alegrias não são mais as distrações do mundo, mas sim levá-los a ter estas mesmas alegrias e paz que eu vivo desde que conheci o Amor, carinho e a paciência com que Jesus nos trata. Lembrem-se, meus filhinhos, que só amamos uma pessoa quando a conhecemos verdadeiramente. CREIAM, QUE JESUS ESTÁ VERDADEIRAMENTE VIVO EM NÓS E JUNTO A NÓS! Se vocês ainda não conseguiram senti-Lo, vejam se vocês já Lhe deram alguma oportunidade, pois Ele tudo pode, mas jamais tocará em sua liberdade!

            O Amor, o carinho e a ternura santa são a assinatura de um Deus Vivo, infelizmente, hoje tão profanados. Basta que vocês olhem em sua volta e vejam como os Dez Mandamentos estão desprezados. A necessidade do amor que existe em cada pessoa, muita vezes é desviada para a busca do prazer egoístico que leva a tristes conseqüências.

            Meus filhinhos, o mundo nos faz crer que temos uma liberdade absoluta e que podemos fazer tudo o que queremos. A negação de uma única Verdade traz a ilusão de que nunca haverá prestação de contas a Deus e abre a brecha para toda espécie de desonestidade e prepotência. Para quem não crê não tem nenhum valor verdadeiro, a obediência, a responsabilidade, a humildade, a pureza, a honestidade. Tudo se torna relativo em função das conveniências e dos interesses! 

O Senhor recompensa a quem ama!

            A Palavra de Deus e a Igreja, porém nos ensinam, com segurança, que haverá sim um duplo julgamento: o julgamento particular e o julgamento final.

            Meus filhinhos, pouco antes da nossa morte o nosso Jesus nos faz ver com o Seus olhos, a partir do Seu Amor Infinito toda a verdade da nossa vida, em todos os seus atos. Neste momento cada um tem a sua última opção: a de aceitar a verdade e confiar-se à Misericórdia de Deus, ou a de se revoltar perdendo-se eternamente! Logo em seguida Jesus, como Justo Juiz, respeitando a nossa escolha final confirmará o nosso destino. Vejam o que aconteceu no Calvário:

“Um dos malfeitores, ali crucificados, blasfemava contra ele: Se és o Cristo, salva-te a ti mesmo e salva-nos a nós! Mas o outro o repreendeu: Nem sequer temes a Deus, tu que sofres no mesmo suplício? Para nós isto é justo: recebemos o que mereceram os nossos crimes, mas Este não fez mal algum. E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim, quando tiveres entrado no teu Reino! Jesus respondeu-lhe: Em verdade te digo: hoje estarás comigo no paraíso(Lc 23,39-43).

            O Julgamento final acontecerá no fim do mundo com a ressurreição geral de todos os corpos. Neste último julgamento não serão modificadas as sentenças do Julgamento particular, mas serão reveladas, à todos as obras de cada um, para que se conheçam os justos juízos de Deus e ninguém fique triste por não conhecer os motivos da condenação dos que foram excluídos do Céu. Com o Julgamento final os corpos ressuscitados se unirão novamente à alma completando tanto o gozo no Céu como o tormento no Inferno!

“Quem não temerá, Senhor, e não glorificará o teu Nome? Só tu és santo e todas as nações virão prostrar-se diante de ti, porque se tornou manifesta a retidão dos teus juízos” (Ap 15,4).

            Meus filhinhos, isto nos faz refletir seriamente sobre o tempo e os inúmeros dons que o Nosso Pai nos concede nesta vida e sobretudo por ter-nos dado o nosso Jesus para nos ensinar a amá-Lo e servi-Lo de todo o coração.

            Meus filhinhos, sabemos que a nossa vida, aqui na terra, é breve e um dia vai acabar. O que são oitenta, ou noventa anos? Eles passam super rápido! Isto não é uma novidade, mas muitos vivem apenas aproveitando esta vida como se não tivesse um amanhã. Meus filhinhos, bastaria que olhassem para trás: o que resta dos prazeres passados? O que eles deixaram, senão o vazio, a tristeza e as decepções? Parem um pouquinho e reflitam! 

            Sabemos também que a nossa vida é muito frágil, é como uma vela acesa, basta um sopro para se apagar, mesmo que tenhamos boa saúde; porém tantos pensam apenas nos seus trabalhos, nas suas metas. Mas, se o Senhor viesse hoje como os encontraria? Será que estariam prontos para prestar contas de suas vidas?

            Hoje, meus filhinhos, mesmo que não nos conheçamos, que não falemos a mesma língua e que vivamos em países diferentes, as nossas vidas são muito ligadas e aceleradas e o que acontece no lugar mais distante rapidamente nos alcança. Tudo isso deveria fazer-nos refletir muito! Pois é como se a humanidade inteira estivesse em um ônibus em plena velocidade sem que ninguém no ônibus se preocupasse quem o esteja dirigindo e para onde esteja nos conduzindo... Jesus que é o Senhor precisa estar na direção e não um qualquer motorista embriagado! Meus filhinhos, vejam quantos dos nossos irmãos realmente escolheram Jesus para dirigir a sua vida e a sua família?

 

            Meus filhinhos, o Céu, através de tantas aparições reconhecidas pela nossa Igreja em todo o mundo, nos mostra a gravidade dos tempos em que vivemos, e, por isso, nos chama a entregar a direção da nossa vida a Deus. Meus filhinhos, NÃO PODEMOS PERDER TEMPO, porque as conseqüências virão não só para nós, mas para toda a humanidade! (vejam no youtube: “Aparições de Nossa Senhora no século XX”). O nosso nome de “cristãos” traz uma enorme responsabilidade de Amor para toda a humanidade! Jesus espera de nós que sejamos SERVOS FIÉS E PRUDENTES E QUE ESTEJAMOS SEMPRE EM ALERTA, pois OU JESUS NOS CHAMA QUANDO MORREMOS, OU ELE VIRÁ NA SUA VINDA GLORIOSA:

 

            “Estejam com o cinto atado e acesas as vossas lâmpadas. Sede semelhantes a homens que esperam o seu senhor, ao voltar de uma festa, para que, quando vier e bater à porta, logo lha abram. Bem-aventurados os servos a quem o senhor achar vigiando, quando vier! Em verdade vos digo: cingir-se-á, fá-los-á sentar à mesa e servi-los-á. Se vier na segunda ou se vier na terceira vigília e os achar vigilantes, felizes daqueles servos! Sabei, porém, isto: se o senhor soubesse a que hora viria o ladrão, vigiaria sem dúvida e não deixaria forçar a sua casa. Estai, pois, preparados, porque, à hora em que não pensais, virá o Filho do Homem. Disse-lhe Pedro: Senhor, propões esta parábola só a nós ou também a todos? O Senhor replicou: Qual é o administrador sábio e fiel que o senhor estabelecerá sobre os seus operários para lhes dar a seu tempo a sua medida de trigo? Feliz daquele servo que o senhor achar procedendo assim, quando vier! (Lc 12,35-43).

            Meus filhinhos, estamos no centenário das aparições de Fátima onde a nossa Mãe nos abriu o seu Coração Imaculado para nos ajudar e também pedir-nos ajuda (assim com o fez com três pequenas crianças) para evitar grandes sofrimentos para toda a humanidade. É preciso estar de Prontidão!

Facebook

Instagram

Twitter