Comunidade Servos de Maria do Coração de Jesus

Comunidade Servos de Maria do Coração de Jesus

Semente boa em terra fértil

Semente boa em terra fértil

Deus está sempre investindo em nós, semeando para que sejamos abençoados e produzamos muitos frutos. Ele faz isso, diretamente, pelo Seu Espírito Santo, mas também através de vários modos para que essas sementes possam frutificar em nossas vidas!

O problema é que, embora as sementes de Deus sejam boas, muitas vezes não temos o coração amadurecido para recebê-las e preservá-las até que frutifiquem. Jesus contou uma parábola sobre um semeador e suas sementes. O resultado de uma semeadura depende da atitude do coração daquele que recebe a semente, que irá: ou se perder, ou germinar, crescer, frutificar e multiplicar.

Qual desses campos você deseja? Claro que frutificar, multiplicar! Esse é o desejo de todo coração que já fez sua experiência de amor com Deus!

Mas, uma série de fatores podem impedir que a colheita seja farta em nossos campos, vejamos:

  • Falta de profundidade;
  • Dureza de coração;
  • Incapacidade de suportar as tribulações;
  • Falta de aliança.

1. FALTA DE PROFUNDIDADE

“E, semeando, parte da semente caiu ao longo do caminho; os pássaros vieram e a comeram” (vs 4b) “...quando um homem ouve a Palavra do Reino e não a entende, o Maligno vem e arranca o que foi semeado no seu coração. Este é aquele que recebeu a semente a semente a beira do caminho.”(vs 19)

O problema de muitos é a falta de profundidade com Deus. Recebem a palavra apenas ao nível das emoções, mas não se aprofundam e, devido a essa superficialidade, estão sempre vulneráveis e são inconstantes. Se quisermos ver os frutos de Deus em nossa vida, temos que cultivar os verdadeiros valores da vida cristã (Mandamentos e Sacramentos), cavar mais fundo através da oração, da Palavra, da obediência no discipulado, da vida fraterna que é tão fecunda.

2. DUREZA DE CORAÇÃO

“Outra parte caiu em solo pedregoso, onde não havia muita terra, e nasceu logo, porque a terra era pouco profunda.” (vs 5).   Outro grande empecilho, para que a palavra de Deus produza grandes frutos em nossas vidas, é a dureza de coração. Quando somos inflexíveis e não nos quebrantamos, não abrindo mão dos nossos pensamentos e planos diante da Palavra de Deus, a semente – a Palavra, não tem como penetrar em nossas vidas e nos transformar. Enquanto tivermos corações orgulhosos e resistentes, não veremos a graça do Senhor nos alcançando.

3. INCAPACIDADE DE SUPORTAR TRIBULAÇÕES

  “Logo, porém, que o sol nasceu, queimou-se por falta de raízes(vs. 6a).“…mas não tem raízes, é inconstante: sobrevindo uma tribulação ou uma perseguição por causa da Palavra, logo encontra uma ocasião de queda” (vs. 21). Muitos perdem a semeadura de Deus, porque não suportam as tribulações. Só permanecem na presença do Senhor quando tudo está às “mil maravilhas”, quando tudo lhe convém, quando lhe é agradável e tenta não tomar uma postura mais radical em determinadas situações para não ficar de “mal” com ninguém. Entretanto, ao decidirmos seguir a Cristo, teremos satanás como inimigo a nos afrontar. O que é melhor? Enfrentá-lo e vencê-lo ou ser “amigo” dele? Quem quer servir a Deus precisa  aprender a perseverar, mesmo no calor das provas. Quando está bem não se persevera, apenas se caminha...

4. FALTA DE ALIANÇA

“Outras sementes caíram entre os espinhos: os espinhos cresceram e as sufocaram” (vs. 7). “...o terreno que recebeu a semente entre os espinhos representa aquele que ouviu bem  a palavra, mas nele os cuidados do mundo e a sedução das riquezas a sufocaram e a tornaram infrutuosa”(vs 22) Por não estarmos firmes em nossas decisões, esquecermos com facilidade das palavras que dizemos ao Senhor, das nossas promessas (com Ele), ou seja, da nossa aliança,  com Ele, com Igreja, com a Comunidade, com as almas. Por vezes não assumimos os nossos compromissos, e por isso, não se criam raízes fortes e permitimos que as sementes que foram lançadas sejam sufocadas, esquecidas. Por qualquer motivo, vamos para o mundo ou permitimos que o mundo entre de forma devastadora em nós, porque não nos firmamos na aliança e, assim, nos tornamos como “fogo de palha” ou, como diz a palavra, “de pouca duração”.

Por outro lado, podemos mudar todo o rumo da situação...

“Outras, enfim, caíram em terra boa: deram frutos, cem por um, sessenta por um, trinta por um”(vs 8)

“ A terra boa semeada é aquele que ouve a Palavra e a compreende, e produz fruto: cem por um, sessenta por um, trinta por um”(vs 23)

CONCLUSÃO

O Pai quer nos abençoar, semeando a Sua palavra em nossa vida. Porém, é necessário ter uma atitude de receber essa semente, aprofundar sua busca ao Senhor, assumir nossa aliança com Ele, com a Igreja, com a Comunidade e permitir que a Palavra mude nossos conceitos.

Tome hoje, agora a decisão de ser essa terra fértil, onde a semente vai estar germinando, crescendo e frutificando, isto é, ter esse coração aberto para receber a Palavra de Deus que pode agir e fazer maravilhas na sua vida.

Facebook

Instagram

Twitter